Conhecendo de perto a Arte Musical

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Da série Homenagem

Depois do silêncio, o que mais se aproxima de expressar o inexprimível é a música.
Aldous Huxley




O Mágico das Seis Cordas


Marcos Vinícius é um dos concertistas de violão clássico mais respeitados na atualidade


Uma técnica refinada faz de Marcos Vinícius um dos concertistas de violão clássico mais respeitados no mundo. Brasileiro, da cidade mineira de Congonhas, Marcos Vinícius toca desde os 14 anos de idade.

Aos 16 anos, ele obteve seu primeiro reconhecimento, quando recebeu o "Diploma de Honra" do Departamento de Cultura da cidade de Congonhas.
Diplomado com o título de Docente da Cátedra Superior em Violão Clássico pela Universidade Estadual de Minas Gerais, foi o fundador e diretor da revista especializada em violão clássico, a "Violão América", sendo também o idealizador e criador do mais famoso grupo violonístico brasileiro, a "Belo Horizonte Guitar Ensemble".

Em 1984, Marcos Vinicius venceu por unanimidade o III Concurso Nacional Villa-Lobos e, em 1987, recebe de Oscar Ghiglia o "Diploma di Mérito" da Accademia Musicale Chigiana di Siena (Italia) a ele conferido como o melhor violonista do curso de aperfeiçoamento daquele ano.

Marcos Vinícius foi o representante brasileiro no "II Internacional Guitar Festival" (Polônia) e, na Itália, apresentou-se no "Festival Internazionale Chitarristico Bustese", além de ser o concertista convidado para o famoso evento "Festa Internacional da Música". Ele foi convidado para a temporada de concertos do Konsert Resit Rey Concert Hall de Istambul, ao International Music Festival de Stresa (Italia). Participou do Festival Internacional de Guitarra de Irun e no International Guitar Festival di Aranda (Espanha) e ao importante St. John’s Smith’s Square, de Londres.

Seus estudos foram acompanhados por renomados mestres tais como Léo Soares, Henrique Pinto, Maria Rachel e José Lucena, e na Europa pelo maestro Ruggero Chiesa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário